USP aponta reinfecção de paciente recuperada da Covid-19

Um estudo da Universidade de São Paulo (USP) conduzido pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto confirmou a possibilidade de reinfecção pelo Sars-Cov-2, vírus causador da Covid-19.

O documento foi divulgado pelo Hospital das Clínicas no dia 5/8. Nele, foi identificada a recorrência da doença em uma técnica de enfermagem de 24 anos, que testou positivo para o novo coronavírus duas vezes no intervalo de 50 dias. Os pesquisadores concluíram também que, além da possibilidade de reinfecção, há ainda a reincidência de sintomas clínicos.

Entenda o caso
De acordo com a pesquisa, em 4/5, a jovem teve contato com um infectado. Dois dias depois, começou a sentir mal-estar, febre, congestão nasal, dores de cabeça e de garganta, até que, no quarto dia do surgimento dos sintomas, passou pelo exame RT-PCR. O resultado do primeiro teste, realizado em 8/5, foi negativo, mas, como os sintomas persistiram, a paciente repetiu o exame cinco dias depois, em 13/5, quando deu positivo.

Os sintomas desapareceram em dez dias e a técnica de enfermagem pôde voltar ao trabalho. Porém, 38 dias depois, em 27/6, manifestou sinais da doença novamente. Além do mal-estar, da febre, das dores de cabeça e garganta, ela sentia dores musculares, cansaço, perda de paladar e olfato e teve diarreia e tosse.

No quinto dia após o ressurgimento dos sintomas, em 2/7, a paciente passou por um novo exame de RT-PCR e testou positivo. Ela não precisou ser internada ou respirar com ajuda de aparelhos. A segunda onda de sintomas desapareceu em 12 dias, mas, até o dia 5/8, 33 dias após o surgimento da suspeita de reinfecção, a jovem ainda se queixa de dor de cabeça e sinusite. Em ambas ocasiões, a técnica de enfermagem foi submetida aos testes sorológicos, com resultados positivos para anticorpos.

Fonte: G1 | Foto: Reprodução/Visual Science

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *