Réveillon na Avenida Paulista é cancelado

reveillon na Paulista
Foto: Jose Cordeiro/ SPTuris

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), anunciou hoje, 2, que a tradicional festa de réveillon na Avenida Paulista está cancelada e que o uso de máscaras permanece obrigatório na cidade. As medidas foram tomadas após resultado de estudo sobre a situação epidemiológica da cidade apontar a necessidade de cautela. A própria gestão municipal foi responsável pelo estudo.

“Evidentemente o que pesou muito [na decisão] foi a questão da nova variante, que no atual momento é necessário que os técnicos da vigilância sanitária acompanhem e atuem em relação a essa variante”, disse o prefeito que está em Nova York com o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), para reunião com investidores. No final de novembro, o governo municipal havia informado que a realização do evento estava condicionada ao quadro epidemiológico da pandemia de Covid-19. 

O cancelamento do réveillon ocorre após a confirmação de três casos da variante ômicron, sendo dois deles na capital paulista e um na cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que a variante apresenta um “grande número de mutações”, algumas preocupantes. 

Será o segundo ano consecutivo que a festa não acontece devido a pandemia de Covid-19. A última edição do evento foi realizada em 2019 e a estimativa é de que cerca de 2 milhões tenham participado da Festa da Virada na Avenida Paulista, segundo a organização.

“Não é por conta de ter sido detectado algo grave, mas por ser necessário que se faça um monitoramento e o prazo ficaria muito curto para se tomar essa decisão lá na frente”, completou Nunes. Sobre o Carnaval, o prefeito disse que ainda não há novas definições sobre a realização do evento. 

Ontem, 1, Doria defendeu a suspensão de festas públicas de réveillon. “Vamos no caminho da cautela e do zelo para proteger as vidas. Não era hora de fazer festas de réveillon. Embora seja decisão dos municípios, não me parece a hora adequada”, disse.

A gestão municipal também previa a flexibilização do uso de máscaras em ambientes abertos a partir do 11 de dezembro. No entanto, assim como anunciado hoje pelo Governo do Estado de São Paulo, o uso de máscara permanece obrigatório em todos os locais. 

Até o momento 15 capitais e o Distrito Federal já anunciaram que não irão promover festas de réveillon neste ano a fim de evitar o avanço da Covid-19 com a chegada da nova variante. Além de São Paulo, Salvador, Fortaleza, Florianópolis, João Pessoa, Belo Horizonte, Recife, Brasília, Belém, São Luís, Campo Grande, Palmas, Teresina, Aracaju, Porto Alegre e Goiânia.

 

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *