Ter sucesso na vida e em nossas iniciativas

Por Vitor Esprega*

Sucesso na vida, quem não quer alcançar? Quem não gostaria de ter a certeza de que é capaz de chegar ao sucesso?

É muito comum pensarmos no sucesso principalmente associado ao status financeiro. Mas, o que aconteceria se olhássemos para o sucesso e o êxito humano a partir da conexão da ciência e da espiritualidade, tomando-se como base os princípios que estão em movimento no universo?

“O Sucesso é Para Você”, livro do renomado cientista, pesquisador da consciência humana e professor espiritual Dr. David R. Hawkins MD, PhD, propõe a análise do sucesso sob a ótica da ciência e da espiritualidade. O autor tem ainda outras importantes obras nessa área como os best-sellers: “Poder vs Força” e “Deixa Ir”.

A maioria de nós tende a acreditar que o sucesso é feito para outras e poucas pessoas, que o sucesso não é para todos. Tendemos a acreditar que existem condições, pré-requisitos para que uma pessoa seja próspera financeiramente, ou em sua carreira ou em qualquer outro sentido.

Em seu livro “O Sucesso é Para Você”, Dr. Hawkins mostra que todos nós podemos ser bem-sucedidos. O segredo para isso reside em agirmos de acordo com princípios operantes universais. Quando forçamos a barra, o sucesso fugirá de nós, ao passo que, quando aquilo que é naturalmente verdadeiro e amoroso, não haverá mais obstáculos para o êxito e a prosperidade.

Vamos lá! Vamos entender melhor isso tudo! Dr. Hawkins organizou esses ensinamentos de forma simples e didática em seu livro a partir de 9 passos para o sucesso. Acompanhe:

1. Antes de pensar nas estratégias, examine qual é sua motivação
É comum nos apegarmos às estratégias e táticas quando queremos buscar o sucesso em uma determinada iniciativa, acreditando que são elas que nos levarão ao resultado desejado. Queremos utilizar um método infalível, seguir a última tendência ou copiar o passo a passo de alguém que admiramos. Valorizamos e nos prendemos ao como fazer e esquecemos o porquê de estarmos fazendo aquilo.

Segundo Dr. Hawkins, antes de agir no A -> B -> C (plano tático onde cada ação gera uma reação), devemos examinar nosso ABC (a motivação por trás do que será feito). Este jogo de letras pode parecer estranho e sem sentido, mas fica claro ao lermos “O Sucesso é Para Você” ou “Poder vs Força”.

O que realmente importa é compreendermos que a INTENÇÃO das nossas ações é o ponto crucial. Para conhecer sua intenção, Dr. Hawkins sugere fazer as seguintes perguntas a si mesmo:

– Estou operando a partir de um princípio universal?

– Qual é o motivo inicial?

– Esse motivo tem apelo ao coração ou só à mente?

Quando o motivo (nossa intenção) gera uma relação na qual todos ganham, ou seja, uma relação ganha-ganha e estimula sentimentos positivos, aí temos um bom começo! A ideia é compreendermos se nossa iniciativa está partindo de uma consciência de Amor, Gratidão, Contribuição, Harmonia, Bondade, Disposição, Coragem. Qualquer uma dessas palavras pode ser usada como âncora para motivar nossos projetos.

2. O que você quer fazer é o que você gosta de fazer?
Pense naquilo que você gosta de fazer no seu tempo livre. O seu trabalho tem alguma ligação com essa paixão ou está completamente desconectado?

Embora essa frase “fazer o que ama” possa parecer meio óbvia, não é. Somente ao trabalharmos com aquilo que realmente gostamos de fazer é que conseguimos dar o nosso melhor. E, apenas quando damos o nosso melhor desbloqueamos toda a prosperidade e sucesso que desejamos.

Para simplificar esse item: coloque sua energia naquilo que você gosta de fazer!

3. Sua iniciativa é realmente necessária para alguém?
Fazer o que se gosta é o primeiro ponto fundamental, porém existe outro fator de mesma relevância para se atingir o sucesso e encontrar o equilíbrio: entregar algo realmente necessário para as pessoas. Busque se perguntar se aquilo que vai oferecer é realmente um serviço para o mundo.

E aí você pode se perguntar: – Ah, mas estamos falando de fazer caridade? Não! A ideia é oferecer produtos ou serviços que atendam necessidades humanas que podem ser das ordens:

– Físicas — ex.: comida, abrigo, segurança;

– Emocionais — ex.: atenção, carinho, contato;

– Mentais — ex.: informação, conhecimento, ferramentas;

– Espirituais — ex.: clareza, propósito, esperança.

4. Considere todas as formas sensoriais
Cada pessoa percebe o mundo de forma diferente através dos sentidos. Segundo a programação neurolinguística, cada indivíduo processa suas experiências por meio de um modo sensorial “preferido”. Esses grupos são:

– Pessoas táteis: gostam de tocar, encostar em tudo, sentir texturas, perceber temperaturas;

– Pessoas visuais: precisam ter uma imagem clara do que irão receber. Gostam de formas, cores e imagens;

– Pessoas olfativas: são guiadas por aromas, cheiros, perfumes. Ao comprar um carro, por exemplo, adoram o cheirinho de veículo novo;

– Pessoas auditivas: tendem a perceber e registrar os sons e palavras. Isso vale para os relacionamentos, para lojas, eventos ou qualquer situação;

– Pessoas cinestésicas: são muito sensitivas e costumam relacionar os produtos e serviços às emoções que eles causam.

A recomendação do autor é para checar todos os modos sensoriais e, caso não esteja familiarizado com alguns deles, é importante pensar em contratar consultorias especializadas nessas áreas de menor domínio.

Por exemplo: você é ótimo com palavras e sons, mas seu senso estético não é o dos melhores. Nesse caso é fundamental pensar em contratar um arquiteto, designer ou decorador para cuidar do design e arquitetura do seu estabelecimento ou de seus materiais de comunicação!

5. Pergunte-se: quanto do sucesso de minha iniciativa virá da atração e quanto virá da promoção?
É preciso checar se a motivação está partindo de uma motivação universalmente aceita. E, para isso, pergunte-se: quanto do seu sucesso virá de atração e quanto virá de promoção. Aquilo que exerce atração, constrói e alcança sucesso sem drenar tempo, energia e esforço é a nossa reputação. A intenção que mantemos em mente é o imã que atrai as pessoas, o dinheiro e o êxito. Ela não nos custa nada.

Claro que a publicidade pode ser utilizada, não há nada de errado em investir em propaganda e promoção, principalmente no momento inicial de um negócio ou projeto. No entanto, a médio e longo prazo é fundamental investir na construção de reputação. A reputação só virá se seu trabalho estiver realmente atendendo às necessidades humanas e tiver utilidade para a sociedade, trazendo harmonia e situações ganha-ganha.

6. Deixe claro, mostre que as pessoas podem contar com você de diversas formas
Quem não gosta de saber que pode contar com o outro de diversas maneiras? No livro “O Sucesso é Para Você”, isso é apontado como um dos maiores ingredientes para o sucesso. O ser humano sempre está disposto a pagar muito por conveniência.

A consistência na entrega do produto ou serviço já é um ótimo primeiro passo para alcançar o sucesso e gerar essa percepção para as pessoas. Quando os clientes ou o seu empregador sentem que você assume a responsabilidade e entrega aquilo que promete, naturalmente tendem a querer fazer negócio.

Além disso, demonstrar que você pode apoiar as pessoas de diferentes maneiras, tanto melhor. Isso pode incluir alguns pontos como:

– Manter o estabelecimento aberto por mais tempo;

– Facilitar a entrega do produto ou deslocar-se até o seu cliente para prestar um serviço;

– Facilitar as formas e condições de pagamento;

– Oferecer produtos e serviços extras que tornem a experiência do consumidor ainda mais completa;

– Entre outros.

7. Considere: você só tem um cliente
Dr. Hawkins aponta que todos nós só temos um cliente: a natureza humana. E, já que fazemos parte desse grupo, basta que façamos a nós mesmos a pergunta: quais qualidades nós procuramos em um produto ou serviço? Lembrando de um detalhe importante: o preço não é uma qualidade.

Mesmo que num curto prazo você precise ter margens de lucro menores, o desafio é buscar sempre a qualidade ideal. Mesmo que o consumidor não perceba conscientemente a diferença, ele saberá num nível inconsciente.

Dr. Hawkins nos lembra que tudo no universo está conectado. Quando oferecemos aos consumidores ou empregadores somente o que há de melhor e agimos a partir da integridade, também recebemos o retorno daquilo que existe de melhor.

Levar em consideração e respeitar a natureza humana é sempre um caminho correto que levará ao sucesso natural e duradouro. E, essa natureza é composta de qualidades como: verdade, integridade, coragem, disposição, aceitação, amor, bondade e harmonia. É algo simples e óbvio.

8. Defina qual qualidade pretende servir aos outros, e seja cuidadoso
Como foi dito, respeitar a natureza humana significa entregar qualidades que gostaríamos de receber em um produto ou serviço. Esse pode ser um exercício a ser realizado conscientemente, listando as características e qualidades que desejamos servir aos outros. Aquilo que servimos aos outros será exatamente o mesmo que receberemos de volta.

Servindo nossos consumidores com atenção e carinho, receberemos atenção e carinho. Tratando o cliente como rei, seremos tratados da mesma maneira pelo universo. Entregando consistência, teremos pessoas contratando consistentemente nossos serviços.

Qualquer uma das qualidades humanas poderá servir de apoio: grandeza, beleza, verdade, honestidade, integridade, saúde, educação ou qualquer outra já citada neste artigo. Todas elas voltarão a nós e se desenvolverão em nossa vida.

Se observarmos pessoas de êxito, em todos os sentidos da vida, veremos que elas tendem a apresentar inúmeras qualidades. Segundo Dr. Hawkins, as pessoas bem-sucedidas têm como característica: tranquilidade, autoconfiança, criatividade, são desapegadas dos símbolos de sucesso, são gentis e abundantes. Elas são essas qualidades e entregam isso para as pessoas, o que faz com que desenvolvam cada vez mais essas mesmas virtudes.

9. Compartilhe seu sucesso com outras pessoas
Compartilhar nossas conquistas é o caminho para se alcançar o sucesso. Quando reconhecemos que a participação dos outros em nosso sucesso é importante, essas pessoas se juntarão a nós e nos apoiarão. Claro que isso deve ocorrer de forma natural, por meio do verdadeiro sentimento de gratidão e do amor.

Vivemos todos conectados e não é possível ter sucesso sozinho. A prosperidade só é alcançada quando nos unimos a outras pessoas e atendemos às necessidades humanas.

Reconhecer esse processo e sermos gratos aos nossos clientes, colaboradores, cônjuges, sócios, líderes, familiares, parceiros de negócios etc. é fundamental para alcançar o sucesso. Embora isso seja sabido e evidente, muitas vezes nos esquecemos de praticar. É preciso estarmos atentos e compartilharmos as conquistas com aqueles que nos apoiam!

Por fim, seguem 3 princípios extras que o Dr. Hawkins recomenda para nos tornarmos pessoas de sucesso. São pontos extremamente simples, mas muito poderosos quando praticados:

  • Só falar de outras pessoas quando tiver algo bom a dizer;
  • Apoiar o sucesso dos outros em cada pequena maneira que pudermos;
  • Apoiar a vida de todas as formas (pode ser dando preferência no trânsito, alimentando pássaros, cultivando plantas ou como você preferir).

Deixe seu comentário sobre os princípios aqui apresentados. Concorda com eles? Vamos ampliar essa discussão e, se você se sentiu tocado pelas informações confira o livro “O Sucesso é Para Você”, que já está disponível em português através do link: https://loja.pandoratreinamentos.com.br/livro-o-sucesso-e-para-voce


*Vitor Esprega é Autor, Master Coach e Treinador de Alta Performance da Pandora – Evolução Consciente. É pós-graduado em Psicologia Positiva e Coaching pela Universidade Monteiro Lobato em parceria com o Instituto Brasileiro de Coaching, certificado em MBA Marketing, bacharelado em Publicidade e Propaganda e graduado em Gestão de Comunicação Empresarial pela Universidade Anhembi Morumbi. www.pandoragsa.com.br

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *