No Dia Nacional do Pediatra, saiba como cuidar ainda melhor do seu filho

pediatra barueri
Foto: Ricardo Santos/ Secom

O pediatra é responsável por acompanhar todas as fases do desenvolvimento da criança, de zero até 14 anos, juntamente com os pais ou cuidadores.

Como explica Vera Freire Gonçalves, diretora de Saúde da Criança da Coordenadoria de Atenção Básica à Saúde (Cabs), da Secretaria de Saúde de Barueri, nas consultas de puericultura “são avaliados o desenvolvimento neuropsicomotor, o crescimento em peso e estatura, a nutrição, o calendário vacinal e outros achados que possam ocorrer na evolução da criança, e se necessário, encaminhá-la aos ambulatórios da rede com pediatras especializados”.

Todas as Unidades Básicas de Saúde de Barueri tem pediatras à disposição da população. No município, o bebê já sai da maternidade com consulta agendada. “O atendimento é excelente. Tirei todas as minhas dúvidas e a médica foi muito atenciosa”, disse Luana Barbosa, mãe da bebê Laura, de 19 dias, sobre a sua primeira consulta na UBS Adauto Ribeiro (Parque dos Camargos). Laura será acompanhada pela pediatra Elizabeth San Romã, que reforça a importância de alguns cuidados essenciais dos quais necessitam os bebês. Confira:

Amamentação

Amamentar até os seis meses de idade é uma das principais recomendações. “O leite materno contribui com o desenvolvimento nutricional e neurológico do bebê.  Não é só dar o peito, o olho no olho com o bebê é essencial para fortalecer o vínculo”, ressalta Elizabeth.

Alimentação

Não se deve oferecer alimentos industrializados aos bebês e crianças pequenas. “Os pais, com intuito de agradar, oferecem alimentos como bolachas e iogurtes. Estes têm uma dose de açúcar muito alta e viciam, e não têm nada de nutritivos. As crianças desenvolvem obesidade e até diabetes, e é difícil depois tirar essa alimentação errada”, orienta.

Celular e demais telas

“Hoje em dia, os bebês são limitados a ficarem na cadeirinha em frente às telas. Na pandemia foi percebido que crianças expostas por horas tiveram atraso na fala e na coordenação motora”, alerta a pediatra sobre os riscos do uso excessivo de telas em crianças menores de dois anos. As crianças devem ser estimuladas a interagir com outras crianças, seus cuidadores e com seu ambiente de entorno sempre que possível.

Brinque com o seu filho

De acordo com Elizabeth, o brincar estimula o desenvolvimento neurológico. “A criança, desde bebê, precisa ser estimulada. No brincar ela aprende a planejar e tomar decisões, isso prepara o cérebro para o amadurecimento”.

Medicações

As medicações para as crianças só devem ser ministradas mediante prescrição e acompanhamento médico. “O uso incorreto dos antibióticos, por exemplo, causa resistência à bactéria a ser combatida e quando a criança tiver uma infecção bacteriana a medicação não terá efeito”, alerta.

Contato com a natureza

“Leve a crianças a parques, pode deixar mexer na terra, depois lave bem as mãos e as unhas, e tenha sempre uma planta dentro de casa. Além de fortalecer a imunidade, ajuda no desenvolvimento emocional. Perceba: a criança sempre sorri quando olha para uma flor”, explica a médica.

Calendário Vacinal

O sarampo e a poliomielite, doenças que já haviam sido erradicadas no passado, voltaram recentemente devido à baixa adesão às vacinas do calendário nacional. Só por isso os pais deveriam estar ainda mais atentos à vacinação dos filhos. A pediatra reforça que precisamos ter mais consciência, uma vez que há casos em que os pais aceitam tomar a vacina contra a Covid-19 mas se recusam a vacinar seus filhos. 

Para saber mais, acesse as cadernetas de saúde da criança para meninas e meninos. Nelas existem todas as informações e orientações que você precisa saber sobre o desenvolvimento da criança até os nove anos.

Manter as consultas em dia e evitar ir ao pronto-socorro sem necessidade

Manter uma rotina de consultas e exames em dia é essencial para diagnósticos mais precisos. Pesquisas revelam que os pais substituem as consultas de rotina ao pediatra por idas ao pronto-atendimento. “A maioria dos casos é de quadros virais que podem ser resolvidos em casa mesmo, com lavagem nasal e antitérmicos. Evite levar no PS porque podem pegar outras doenças lá. Mas se a criança apresentar sintomas como febre de 39 graus que não diminui com medicação, cansaço, gemência (gemer por dificuldades respiratórias) e recusa alimentar, tem que levar ao pronto-socorro”, conclui.

pediatra alphaville
Foto: Ricardo Santos/ Secom

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail:

https://bit.ly/2M4XhD2

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assinar Newsletter
close slider

    Já se inscreveu na nossa Newsletter?

    O que você está esperando?