Barueri quer iniciar imunização contra Covid-19 assim que as vacinas chegarem

Secretário de Saúde de Barueri, Dionisio Alvarez Mateos Filho

Barueri está pronta para vacinar sua população contra o novo coronavírus. Na reunião técnica que a Secretaria de Saúde realizou com representantes de toda a municipalidade na última segunda-feira, 11/1, foi detalhada a estratégia municipal para que a imunização inicie imediatamente à chegada das vacinas.

Na ocasião, o prefeito Rubens Furlan disse não estar medindo esforços para que o plano de imunização ocorra o mais rápido e da forma mais eficiente possível. “Nós vamos imunizar 40 mil pessoas. Se eu tiver oportunidade de comprar eu compro, porque eu quero imunizar os 300 mil habitantes de Barueri no menor espaço de tempo”, afirmou.

O secretário de Saúde de Barueri, Dionisio Alvarez Mateos Filho, falou sobre as providências que vêm sendo tomadas para que o município esteja pronto para iniciar a campanha assim que as doses chegarem. “Nós temos uma Portaria de 30/12/2020, que você vê lá nas propostas do Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunização, de doenças transmissíveis, a fim de desenvolver um enfrentamento contra a Covid-19 para todo o país. Considerando a decisão dos relatórios desse Programa, resolvemos instituir uma Comissão do Programa em Barueri. Cabe a essa Comissão adotar estratégias para operacionalizar a distribuição da vacina contra a Covid na cidade”, explicou.

Campanha
De acordo com o Plano Estadual de Imunização, a primeira fase irá atender a pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas. Em Barueri, esse público corresponde a 37.251 pessoas.

Os primeiros a receberem a vacina serão os trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas. Os idosos virão logo em seguida e serão separados por faixas etárias durante as duas etapas de vacinação, começando pelo público de 75 anos ou mais, depois de 70 a 74 anos, de 65 a 69 anos em seguida e de 60 a 64 por último.

Inicialmente serão seis polos de vacinação distribuídos pela cidade de Barueri: Jardim Reginalice, Jardim Belval, Jardim Silveira, Jardim Tupanci, Parque dos Camargos e Parque Imperial. Já está definida toda a logística do processo, o que envolverá esforços de todas as secretarias municipais. De acordo com o secretário de Saúde, outros polos já estão engatilhados, caso seja necessário ampliar as salas de vacina.

Conscientização
O reabastecimento das doses dependerá totalmente da comprovação de que as vacinas foram usadas em pessoas do público prioritário estipulado. As unidades vão digitar nominalmente quem recebeu a dose, diretamente no Sistema Nacional de Doses, e o Estado vai repor para continuar a campanha.

“O reenvio das doses ou o reabastecimento do município vai acontecer a partir da informação do público-alvo que eu vacinar. Se eu vacinar pessoas que não estão no grupo e que, portanto, eu não posso informar no Sistema – que não vai estar nem aberto para isso -, eu não recebo mais doses”, alerta a coordenadora da Vigilância em Saúde, Rosana Perri Andrade Ambrogini.

Foto: Benjamim Sepulvida / Secom

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *