Você tem estimulado o desenvolvimento dos seus filhos na quarentena?

O isolamento social adotado para combater a propagação do coronavírus pode trazer prejuízos no desenvolvimento da fala e linguagem das crianças que foram obrigadas a ficar em casa, vendo poucas pessoas e sem frequentar escola e novos lugares e ambientes.

A fonoaudióloga Camila Rodrigues Barboza de Andrade, que tem especialização em Linguagem e mestrado em Saúde da Comunicação Humana pela Santa Casa de São Paulo, explica que isso pode acontecer com todas as crianças, mas principalmente com as que estão começando a falar. “As pequenininhas são as que mais sofrem com todas as restrições que a pandemia nos impôs. É preciso estimular o desenvolvimento das crianças, pois nessa fase de quarentena, sem aulas presenciais, elas podem estar recebendo poucos estímulos importantes para a comunicação verbal”, comenta.

Dicas para estimular a fala
Crianças que estão começando a falar ou que estão em pleno desenvolvimento da fala e linguagem devem ser estimuladas diariamente por meio dos cinco sentidos: audição, visão, olfato, tato e paladar.

“Ações simples como nomear tudo o que a criança aponta, brincar de faz de conta, nomear as partes do corpo ou o alimento que ela vai comer, ler e cantar músicas para ela são alguns estímulos que todos podem fazer em casa”, diz Camila.

A fonoaudióloga também explica que é importante evitar certas ações, como falar de forma infantilizada ou com “voz de bebê” com as crianças e não usar diminutivos, pois as palavras ficam maiores e mais difíceis de serem aprendidas por elas.

Outra dica que vai envolver toda a família é introduzir na rotina as brincadeiras com jogos de tabuleiro e cartas. “E, por fim, conversar e brincar muito com as crianças”, finaliza Camila.

Camila Rodrigues Barboza de Andrade
(11) 99962-1295
[email protected]
Instagram @camilabarboza.fonoaudiologia

#publi

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *