Julho é mês de prevenção à hepatite viral e Barueri oferece testagem rápida da doença

Veja como se prevenir contra a hepatite viral com as iniciativas da Prefeitura
hepatite viral
Foto: Lourivaldo Fio/ Secom

Desde 2019, o mês de julho é destinado à campanhas de conscientização e prevenção da hepatite viral. Chamado de “Julho Amarelo”, o período concentra ações como testagem, diagnóstico e incentivo à vacinação. A hepatite viral se traduz na inflamação do fígado, causada por vírus ou pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, ou por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas.

Muitas vezes a doença é silenciosa, porém quando os pacientes apresentam sintomas, costumam ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

A Prefeitura de Barueri oferece à população o teste rápido de hepatite no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), na avenida 26 de março, 845, no Centro, com atendimento das 7h às 15h. O resultado sai em poucos minutos. Quando detectada ainda no início, a chance de cura da hepatite é maior. No caso da hepatite C, por exemplo, o índice de sucesso dos tratamentos chega a 97%, segundo o médico infectologista Maiky Prata, do Serviço de Atendimento Especializado (SAE), da Secretaria de Saúde de Barueri. Quando não tratada, a hepatite pode causar cirrose, falência do fígado e até a morte.

A hepatite tem variações que se apresentam entre A, B, C, D e E, bem como seu protocolo vacinal. Confira abaixo:

  • Hepatite A – a mais comum, é diretamente relacionada às condições de saneamento básico e de higiene.
  • Hepatite B – é o segundo tipo com maior incidência. É transmitida por via sexual e contato sanguíneo (pelo uso de seringas, instrumentos para fazer tatuagem, manicure etc.). A prevenção para a hepatite B é feita pela vacina, associada ao uso do preservativo.
  • Hepatite C – transmitida através do contato com sangue, sendo hoje a principal causa de transplantes de fígado. É considerada a maior epidemia da humanidade hoje, cinco vezes superior à AIDS/HIV. Infelizmente não há vacina para a hepatite C, que pode causar cirrose, câncer de fígado e morte.
  • Hepatite D – causada pelo vírus da hepatite D (VHD), ocorre apenas em pacientes infectados pelo vírus da hepatite B.
  • Hepatite E: causada pelo vírus da hepatite E (VHE) e transmitida por via digestiva (transmissão fecal-oral). Não se trata de uma doença crônica, porém mulheres grávidas infectadas podem apresentar formas mais graves da doença.

Divulgue a seus amigos e familiares, a prevenção é sempre a melhor forma de manter a saúde em dia e a qualidade de vida.

hepatite viral
Foto: Lourivaldo Fio/ Secom

 

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail:

https://bit.ly/2M4XhD2

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Assinar Newsletter
close slider

    Já se inscreveu na nossa Newsletter?

    O que você está esperando?