Governo de SP prorroga uso de máscara até 31/03 e recomenda limitação de público em 70%

Foto: Canva

O uso de máscaras em ambientes abertos e fechados permanece obrigatório no Estado de São Paulo até o dia 31 de março. A prorrogação do prazo foi uma das recomendações feitas ontem, 12, pelo governador João Doria para conter a alta de casos de Covid-19 e o avanço da variante ômicron no Estado. Durante coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, foram apresentadas medidas a serem adotadas em eventos, shows e atividades esportivas. Além do uso da máscara, é necessário a disponibilização de álcool em gel e apresentação de comprovante vacinal completo (no mínimo duas doses) para liberação de entrada nos espaços.

O governo recomendou às prefeituras que reduzam 30% da capacidade do público em eventos musicais, festas e atividades que promovam aglomeração de pessoas. Foi reforçado que a decisão deve atender a realidade da cidade e que é preciso que cada uma avalie a sua situação diante dos casos. 

 “A sugestão do governo do estado para os municípios é que faça redução de 30% na capacidade de público nesses eventos, mas deixa em aberto que isso fica a critério dos municípios, dependendo da situação epidemiológica dos municípios, esse percentual pode ser alterado para mais”, disse João Gabbardo, médico e integrante do comitê de saúde. 

No entanto, no caso dos estádios a limitação de público é uma regra. A partir do dia 23 de janeiro, início do Campeonato Paulista, será aplicado a limitação de 70% do público. 

“O campeonato paulista com público é uma orientação do governo, portanto é uma determinação que deverá ser seguida pelas federações esportivas, seja de futebol, seja de qualquer outra prática e começa a valer a partir de 23 de fevereiro, domingo, exatamente para que o Campeonato Paulista de futebol tenha, na primeira rodada, essa limitação”, afirmou Doria.

A limitação de público não se aplica aos jogos da Copa São Paulo de Futebol Júnior, a Copinha, que já está sendo realizada. 

As recomendações vieram após o aumento no número de internações.O total de internados em enfermarias no Estado subiu de 1.712 no dia 29 de dezembro para 3.413 no dia 11 de janeiro. Já o total de pacientes em UTI subiu 58% no mesmo período, de 1.096 para 1.727.

.

 

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *