Autotestes de covid-19: confira tudo que sabemos sobre eles

autoteste-covid19
Foto: Neelam279 – Pixabay

Em outros países já é comum ver os autotestes, que podem ser comprados em farmácias e feitos pelas próprias pessoas dentro de suas casas, mas a novidade é que agora, eles estarão disponíveis também aqui para os brasileiros.  

Desde que a ANVISA liberou a realização dos autotestes, muito se pergunta sobre quando eles viriam para cá. E, é esperado que os autotestes cheguem nas farmácias ainda em fevereiro. De acordo com a Anvisa, hoje, já são quatro kits de autotestes para a covid-19 em análise e, por enquanto, nenhum chegou ao mercado. 

Quanto vai custar o autoteste? 

O valor deve ser substancialmente mais barato do que os valores aplicados nos testes de covid-19 que temos disponibilizados no mercado hoje. A estimativa de valor é entre R$ 50 a R$ 70 reais. No entanto, segundo especialistas, os preços não serão tabelados e ainda poderão ser determinados pelas farmácias que realizaram as vendas. 

Mas, é indiscutível que os testes serão mais baratos do que os aplicados atualmente, uma vez que, não é necessária a utilização da infraestrutura e equipe da farmácia. 

Onde comprar os autotestes de covid-19?  

Seguindo a decisão da Anvisa, somente farmácias e outros estabelecimentos voltados à venda de produtos relacionados a saúde poderão realizar a venda dos autotestes de covid-19.  

É igual aos testes de farmácia? Como vou saber usar?  

Algumas adaptações tiveram que ser feitas nos testes para que eles pudessem ser usados pelo público em geral, uma vez que, muitas dessas pessoas podem não ter realizado o teste ainda e, não ter conhecimento para.  

O autoteste virá com uma bula extensa e explicativa sobre o manuseio, com imagens explicativas, além de um QRCode contendo um vídeo que explique de forma simples como funciona para realização dele. Mas, em termos de indústria, os produtos são bem parecidos. 

Quando devo fazer o autoteste?  

A qualquer momento. O autoteste pode ser usado por assintomáticos e sintomáticos com o objetivo de buscar por um resultado positivo. Mas, não funciona como um atestado médico ou diagnóstico final de infecção.  

O principal momento de uso do autoteste é para quando a pessoa descobre que teve contato com alguém que testou positivo, podendo assim, se isolar e quebrar a cadeia de transmissão do vírus.  

E, em caso de teste positivo, o paciente deve entrar em contato com o Disque Saúde, do Ministério da Saúde, ou buscar uma unidade de atendimento básica mais próxima para fazer uma confirmação desse resultado e, consequentemente, receber uma conduta de tratamento ou de acompanhamento 

Como fazer o descarte ideal da amostra?  

Por ser de auto contágio, o autoteste não deveria ser descartado com o lixo comum. Mas, pensando no cenário de pessoas utilizando em suas casas, a solução utilizada para realização do teste, depois de 2 minutos que você acabou de fazer o teste, automaticamente desativa o vírus. Eliminando assim, o risco de contágio pela amostra.  

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

Fonte: Tecnoblog

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.