Certificado de vacinação para quem tomou 2ª dose diferente da 1ª é negado

Foto: Canva.

Pessoas que receberam vacinas de marcas diferentes contra a Covid-19 têm relatado dificuldade para emitir o certificado de vacinação no aplicativo do Ministério da Saúde, o ConecteSUS. Embora o protocolo federal preveja a mistura de imunizantes, não é possível emitir certificado no aplicativo para quem recebeu imunização heteróloga. O comprovante funciona como um passaporte sanitário que permite ao usuário não apenas ter acesso a viagens para o exterior, como também viagens em território nacional, visto a necessidade cada vez mais recorrente da comprovação da vacina.

O documento teria de ser oferecido para quem recebeu AstraZeneca e Pfizer, já que a prática é recomendada por especialistas e está prevista em norma federal. No entanto, isso não tem sido aplicado, já que o aplicativo ConecteSUS traz a informação de que não é permitida a emissão do certificado de vacinação para aqueles que tiveram intercambialidade de vacinas.

Fonte: Notícias UOL

Quer mais dicas e novidades de Alphaville e arredores? Inscreva-se na nossa newsletter! É grátis! Semanalmente, você receberá os destaques do A&A no seu e-mail: https://bit.ly/2M4XhD2

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *